ED69 - Dezembro de 2014

"E de repente é dezembro outra vez, e como um sopro de vento acobou-se o ano"

10401511 69

BUQUÊ SUBULATA
Tiago Henrique - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. - thvirtual.com
DISPAROS - (Página 76)

Param o meu coração.
Parado!

Nem toda rima chata deve ser preservada

Desculpa?
Não!

Poemas não são diálogos em ação

O que foi?
Nada!

Esquece...
Preocupe-se
Com sua vida
Normal.

COLUNA DA PAMELA
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

"O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila. Em silêncio. Sem dar conselhos. Sem que digam: "Se eu fosse você". A gente ama não é a pessoa que fala bonito. É a pessoa que escuta bonito. A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta. É na escuta que o amor começa. E é na não-escuta que ele termina. Não aprendi isso nos livros. Aprendi prestando atenção." Autor: Rubem Alves

Amamos o silêncio,
Amamos o sorriso,
Amamos a lembrança de um dia perdido.

Amamos o tempo, o vento e os desafios,
Amo você, amo nós, amo o futuro que me desalinho.

Não quero saber onde, como e porque,
quero simplesmente estar com você,
Onde não mereço estar.

Amo tua fala, teu cheiro, teu jeito especial de ser,
amo você sem uma razão especial de ter,
apenas por ser você.

Neste silêncio absoluto,
Sinto sua voz ecoar,
Como tão absoluto, sei que vou sempre te amar

COLUNA DO VITOR
EXIGIR SEM ANTES OFERECER
Vitor Melo -- www.vitormeloescritor.blogspot.com

Clarice e John viviam no estado da Pensilvânia. Ambos eram um casal amável e que se valorizavam respectivamente, no entanto com o decorrer dos anos a relação afetiva dos dois foi se tornando desgastada devido as incompreensões e a ausência de investimentos no matrimônio. John muitas das vezes queria exigir algo que não oferecera a sua esposa. Um dia pela manhã, no dia de ações de graças, uma data muito conhecida nos Estados Unidos, ele chegou em casa logo após um dia de passeio solitário e discutiu com Clarice por que ela não havia preparado o almoço. Sem graça e contrita, ela refrescou a sua memória: "Fazem dois meses que você não faz as compras e gasta o dinheiro com futilidades!".

A história de Clarice e John trás a baila diversas questões, mas a principal delas é o desejo de colher quando não se planta; ser respeitado quando não se respeita. É muito comum isso, mas isso não fica apenas no campo físico. Com Deus também ocorre a mesma coisa: muitos querem ser honrados como filhos, mas poucos O honram como Pai. Amigo leitor, a partir de agora faça um favor a si mesmo: ofereça aos outros o que deseja antes de exigir!

"O filho honra o pai, e o servo, ao seu senhor. Se Eu Sou o Pai, onde está a minha honra?" (Malaquias 1. 6).

POESIAS
Tarso Corrêa - http://tarsocorrea.blogspot.com.br/
SONHOS CALEJADOS

Cativo suburbano,
Zumbi do cotidiano,
Pula da cama abraçado pela noite,
Veste suas roupas surradas pelo tempo,
Prepara-se para mais um dia costurado pelo açoite;
Embrulha sua marmita de arroz, feijão e ovo,
Ajeita seus sonhos puídos pela agonia,
Desce o morro, mistura-se ao povo;
Empurra e é empurrado para dentro de caixas de lata,
Que ziguezagueiam pelo ventre da cidade,
Que indiferente o recebe com sua ambiguidade;
Passa o dia, passa as horas amarrotadas, suadas,
Espremidas em um galpão;
Lutando por um ideal, muito mais que um pedaço de pão;
Mas o sol, cansado da rotina,
Fecha os olhos, apaga a tua luz da retina,
Imprimindo suas sombras nas sombras do pensamento do operário,
Que acomoda sua dor, banhada pela cor,
Do trabalhador sonhador.

ESPAÇO ABERTO

E AI..... JÁ CASOU?
Amanda Ribeiro http://mandiibeiro.blogspot.com.br/


Não tem como escapar...


Qualquer situação em que me é promovido um encontro com alguém que não via há muito tempo, umas das primeiras perguntas, soltas quase que como um ‘oi’ é a bendita: “e aí...


Já casou?”.


Em 23 anos de existência, esse já é um dos questionamentos mais ouvidos por mim...


E tenho certeza que não só por mim, mas por muitos ou, generalizando mesmo, todos coleguinhas que ainda não casaram ou não marcaram o casório.


A questão principal é que em pleno século 21 - olha o clichê aí, geeente - a sociedade ainda impõe o casamento antes dos 30. Na verdade, para a mulher o ‘ideal’ é que se case antes do 25 (meu Deus, só tenho dois anos... #sqn).


A questão secundária é que hoje, muitos não querem casar antes dos trinta, para falar a verdade, conheço muitos que não querem nem se casar!


E aí... como fica?


Às vezes, quando alguém me questiona sobre casar o mais depressa possível, me imagino de noiva – naqueles vestidos bem pomposos, claro, porque não basta que escolham o período do casamento, eles também ‘exigem’ que a cerimônia seja dentro dos padrões tradicionais – no meio da rua, tentando desesperadamente encontrar alguém que me diga um sim no altar.


E é assim que tem parecido ser, aqueles que se deixam levar pela imposição do casamento, acabam, muitas vezes, se casando mais pelo estar casado e pelo casamento em sí, do que pelo fato de estar disposto a dividir uma vida com alguém.


É claro, que tem aqueles que se casam novos, mas por escolher assim, e não por determinação social. Mas o problema em que quero tocar, é que amor não tem tempo para acontecer, não tem data marcada para chegar...


Acontece aos 12, aos 21, aos 57, ou seja lá em que idade for e pode até nem acontecer. E é por isso mesmo, que não podemos enxergar o casamento como um fim, uma finalidade.

E não é que eu não queira me casar... na verdade, até pretendo.


O ponto é que quero alguém que me faça querer compartilhar o cotidiano e não uma cerimônia de algumas horas ou uma assinatura em um papel. Eu quero dizer sim no altar como expressão de vontade e não de obrigação, para que só então, eu me sinta à vontade para responder sim ao vulgar: “E aí, já casou?”..

DEPOIS QUE VOCÊ PARTIU
Brendow Henrique - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Depois que você partiu o vento não sopra mais;
O silêncio é angustiante, o vazio em ribalta;
Depois que você partiu entreguei-me aos meus ais;
Levastes consigo um pedaço que agora me falta;

- Pobre diabo és tu, jovem sonetista!
Ler tuas rimas pobres, ninguém mais quer;
O que te tortura, dê-me ao menos uma pista?
Pela tristeza das palavras, a tua dor é uma mulher! -

E no descompasso do coração busco sorrir;
Numa vã tentativa de ficar bem;
Mas tudo tem um pouco dela, e é tão fácil me deprimir;

Resta-me respirar, tentar encontra-me mais além;
Melancolia semelhante, confesso que meu ser ainda não viu;
O vento não sopra mais, depois que você partiu;

RELEASE

Projeto “Som Betim” - http://betimshopping.com.br/
Contato: Laís Chaves Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Toda semana, de quinta a domingo, a partir das 19h, tem apresentação de música ao vivo na Paça de Alimentação do Betim Shopping. O projeto “Som Betim” traz artistas da região e busca agradar a todos com diferentes estilos musicais, como MPB, pop rock e sertanejo.

O projeto tem como diferencial a exposição do trabalho de músicos de Betim. Segundo Mauro Satter, produtor musical do Betim Shopping, “o objetivo é a valorização da música regional e, principalmente, os trabalhos autorais. Assim, os artistas têm a oportunidade de mostrar outro lado das suas apresentações, o que não é comum. Em shows desse tipo, os músicos costumam fazer apenas covers.”

As apresentações do “Som Betim” ocorrem todas as quintas, sextas, sábados e domingos a partir das 19h e são gratuitas.

Confira a programação dos próximos shows:

Dias:

Dia 04 - Jefferson Couto
Dia 05 - Pedro Cavaleri
Dia 06 - Deyvisson Oliveira
Dia 07 - Kaquinho Big Dog (espetáculo de stand up)
Dia 11 - Pedro Cavaleri
Dia 12 - Vodka Beat
Dia 13 - Paulo Junior
Dia 14 - Kaquinho big Dog (espetáculo de stand up)
Dia 18 - Vodka Beat
Dia 19 - Deyvisson Oliveira
Dia 20 - Pedro Cavaleri
Dia 21 - Jefferson Couto
Dia 26 - Paulo Junior
Dia 27 - Robem Giovane
Dia 28 - Jefferson Couto

Betim Shopping realiza a Campanha Natal Solidário

Objetivando proporcionar um natal repleto de sonhos àqueles que, ao contrário de muitos outros, não tem acesso à itens básicos para uma qualidade de vida razoável, o Betim Shopping lança, a partir do dia 17 de Novembro, se estendendo até a véspera de Natal, dia 24 de Dezembro, a Campanha Natal Solidário, que visa a arrecadação de agasalhos,mantimentos não perecíveis, materiais de limpeza e roupas. Cada doação é de extrema importância, por ser mais um passo para a igualdade social e para o sorriso de muitas famílias, que começarão 2015 mais felizes, sobretudo em uma época marcada pelas chuvas intensas.

Neste ímpeto, o Shopping aproveita para convidar os clientes e empresas interessadas em contribuir para esta causa, que é das mais necessárias e importantes, já que a força de cada indivíduo consciente é que irá permitir uma corrente solidária. Todo o material arrecadado será doado para as vítimas de chuvas e famílias em situação vulnerável, trazendo de volta à cada uma destas pessoas o brilho natalino.

As doações das empresas parceiras e dos cidadãos interessados deverão ser entregues no Betim Shopping que está localizado na Av. Edméia Mattos Lazzarotti, 1655 – Angola.

Betim Shopping terá stand up comedy com Kaquinho Big Dog

Para a programação de Natal, o Betim Shopping preparou mais uma surpresa: No dia 14 de dezembro, próximo domingo, o comediante Kaquinho Big Dog irá se apresentar na Praça de Alimentação, às 19h, com seu espetáculo de Stand Up Comedy. No espetáculo, o humorista irá utilizar a música como maneira descontraída e divertida de entreter o público, prometendo animar a noite dos clientes.

Considerado um dos melhores humoristas do país, durante o espetáculo, Kaquinho Big Dog irá conciliar em um mesmo show, musicalidade, teatralidade e humor de alta qualidade. As influências do artista passam por Jô Soares, Ari Toledo, Juca Chaves, Chico Anísio e outros nomes do humor e da música brasileira, fazendo com que seu repertório tenha um estilo original. Em Minas Gerais, Kaquinho Big Dog é um dos grandes expoentes do gênero com o seu humor inteligente e marcante.

COLUNA VEGETARIANA
Assista: http://www.terraqueos.org/


*FAÇA DOWNLOAD DE TODAS AS EDIÇÕES DA RBC, CLIQUE AQUI (http://www.4shared.com/dir/9mm2HE1N/RBC_Memria.html)

EDIÇÃO PUBLICADA POR
PAMELA SOBRINHO ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. )