ED 85 - JULHO 2016

"Quando fala o amor, a voz de todos os deuses deixa o céu embriagado de harmonia." William Shakespeare

julho

BUQUÊ SUBULATA
Tiago Henrique - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. - thvirtual.com
PARA VOCÊ (página 88)

Olhando seus olhos de perto
Meu coração parece parar
Na sua boca desenhada pelo meu desejo
No seu sorriso tão belo que eu vejo

Ao meu lado me fazes feliz,
Quando longe, mora em minha lembrança
Quando perto, mora no meu peito
Abraçada pelo meu afeto
Desconcertada por minha paixão
Tocada pelo amor que nos envolve
Vivendo pela vida que nos constrói.

COLUNA DA PAMELA

EMBRIAGADA

Nesses anos tenho me sentido sozinha
Abandonada pelo meu próprio medo
Sentido o vazio dos meus anos
Falta daquilo que eu nunca tive
Estive embriagada de dor,
Sofrendo com a solidão
Toda essa magoa vem de você
Que se foi enquanto eu estava presa a nós
O egoísmo te cegou e agora o que restou?
Restou um pedaço de um coração partido
Despedaçado pelos anos que se passaram
Enquanto eu insistia em nós
Tenho ficado insana por todo esse tempo
Será que é bom me ver sofrer?
Estou embriagada de dor
Embriagada no ódio dos anos perdidos
E das noites mal dormidas
Embriagada de solidão
Procurando no ermo da dor
À volta para casa

POESIAS

COLUNA DO TARSO - http://tarsocorrea.blogspot.com.br/

ABRAÇOS DE CHUMBO


São paredes que se fecham,
Sombras que me envolvem,
Angústia que me agasalha,
Coração que dispara;
Pensamento em turbilhão,
Afogado em ansiedades,
Sentindo o peso da realidade,
Perdido na multidão,
Sozinho na cidade;
Corpo a latejar,
Lavado por vapores de suor frio a gotejar,
Olhos a lacrimejar,
Sensações materializadas em grilhões,
Que me imobilizam em um mundo de incisões,
Em que a moral é escrita em pichações,
Por mãos e mentes em síncope;
São medos que me acompanham,
Que me envolvem e banham,
Mergulhando-me neste pânico,
Enclausurando-me neste cubículo tirânico.

COLUNA DO BRENDOW - https://www.facebook.com/ametafisicapoetica?fref=ts

NO BAR DA ESQUINA

No bar da esquina,
Ela deixa de ser menina,
Pra chorar e beber dobrado.

Afoga a vida cretina,
Cada gole é uma chacina,
Pra cada sentimento estragado.

O sorriso fascina,
É uma espécie de neblina,
Que esconde o olhar cansado.

Ao garçom ela ensina,
Que cachaça é a vacina,
Pra um coração arrebentado.

ESPAÇO ABERTO

POR QUE É TÃO DÍFICIL SER FIEL - Amanda Arruda -http://mandiibeiro.blogspot.com.br/


Tenho visto muitos relacionamentos terminarem e a maioria pelo mesmo motivo: infidelidade.

Quando falo infidelidade tenho certeza que a primeira coisa que vem à sua cabeça é uma traição "consumada", um beijo ou uma noite. Na verdade, quero tratatr aqui de outra forma de infidelidade, daquela que acontece quase que silenciosa no dia a dia.

Em primeiro lugar, quando falamos de fidelidade dentro de relacionamentos, temos que lembrar que a partir do momento em que decidimos assumir um compromisso, devemos muito mais fidelidade à nós mesmo do que ao outro. Qualquer comportamento que fuja do esperado, é considerado - pelo menos por mim - deturpado, desvio de caráter mesmo!

Me lembro quando, na faculdade, lemos "O pequeno tratado das grandes virtudes" de Comte Spoinville. Segundo o autor, ser fiel é lembrar-se ou, em outras palavras, não esquecer. À princípio achei um tanto estranha essa definição, mas com o tempo fui percebendo que de fato, ser fiel é lembrar-se: do seu compromisso, do seu sentimento, do outro.

Ser fiel é comportar-se da mesma forma quando se está sozinho e quando se está com o outro. Vejo muitos casais que longe do seu parceiro se comportam de uma forma e perto, torna-sem outra pessoa. Fidelidade é algo que praticamos muito mais à distância e sozinhos do que na presença do outro. E, por esse mesmo motivo é muito mais uma questão de postura do que de qualquer outra coisa. Isso significa que não quer dizer que você não vá achar alguém atraente ou seja lá o que for, mas significa que independente de qualquer coisa que você sinta, nunca vai dar espaço à isso, nunca vai dar a um outro a possibilidade de pensar que você tenha interesses. Isso é ser fiel, isso é ser de verdade!

Quando alguém não é fiel a você, está dizendo através de suas atitudes que não te conhece o suficientemente bem para te amar por completo. E se isso acontecer, não perca seu tempo tentanto provar para o outro que vale a pena te amar, porque amor não é custo/benefício.


E então, por que é tão dificil ser fiel?

Na verdade, ser fiel é fácil, até demais! Quando você verdadeiramente tem sentimentos por alguém, é seguramente nula a possibilidade de se interessar por outros ou por deixar um outro cogitar, que seja, essa possibilidade. Quando você ama, naturalmente é fiel, naturalmente é verdadeiro. E é aí que chegamos ao ponto: Difícil mesmo é amar de verdade...


BELAS ÁRVORES - Livingston Marlison Siqueira -http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=57160&


Uma árvore, ainda que infrutífera, mas, que de tão frondosa ofereça aos que necessitam uma sombra onde descansar o fardo pesado da vida, deve ser preservada.

Uma árvore que não produza mais frutos e, que de tão secos os galhos não servem para fazer sombra alguma, mas, pela ação do tempo se tornou uma obra de arte da natureza, embelezando a paisagem e abrigando pássaros, esta também deve ser preservada.

No entanto, uma árvore ainda que frondosa, repleta de frutos e de vida. Que ofereça aos cansados uma sombra gostosa mas, seja um problema, um estorvo.... Essa sim, deve ser ceifada pela raiz.

Assim devem ser tratados os problemas, os estorvos. Quase sempre eles se fantasiam de coisas boas, mas crescem e viram árvores gigantes, pés de problemas - como os baobás do asteroide B612.

Eu conheci uma árvore, linda! Que me acolheu em sua sombra... Com o tempo a sombra virou escuridão. Me vi preso nos seus galhos, dentro de sua casca oca.

Pobre árvore... Apesar de linda, não produzia frutos, e, mesmo que produzisse estes seriam amargos e venenosos.

Um caos! A vida ali não valia a pena... Minha mente não sabia dizer “não”. Enfim, consegui me livrar daquele visgo sujo e pegajoso.

Não ceifei com a lâmina afiada das palavras, mas a queimei com o fogo implacável do meu silêncio, sei que minha ausência ardeu tanto que não se pode mais ver o coração de mentira que eu desenhei na sua casca.

AO PROCURAR-TE NA SIDÉREA ALCOVA TUA - Samuel da Costa (Revista O Estilingue)

Saio em desespero
Parto em tua procura
Em uma jornada sem fim
Amada minha
Não te encontrei

Deixo um bilhete
Na sidérea alcova tua
‘’ No cair da noite eterna
Quero-te por inteiro
Use aquela lingerie vermelha
E não se esqueça de por na boca o carmim’’

Ao cair da nevoenta noite
Da lua em sangue
Nossos corpos incorpóreos
Mais uma vez
Urram
Gemem
Ciciam
Choram e dançam freneticamente

Ao cair da noite encantada
Seduzo-te dona mística
Possuo-te por fim

MOMENTO CULTURAL

Convido a todos a visitarem o canal do Tiago Henrique no Youtube e conferir seu novo trabalho:

https://www.youtube.com/watch?v=aCsXqiNau08


Convido-os para curtirem a página do William Mota, artista visual betinense, foi convidado para representar o Brasil na “Semana cultural Brasil-Noruega”. A exposição de arte aconteceu na primeira quinzena do mês de setembro de 2015 na cidade de Oslo, Noruega.

https://www.facebook.com/williammotaartistavisual

COLUNA VEGETARIANA
Assista: http://www.terraqueos.org/


*FAÇA DOWNLOAD DE TODAS AS EDIÇÕES DA RBC, CLIQUE AQUI (http://www.4shared.com/dir/9mm2HE1N/RBC_Memria.html)

EDIÇÃO PUBLICADA POR
PAMELA SOBRINHO ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. )