RBC Semanal

ED30 | 07 à 13 de DEZ 11

Cada um com sua metamorfose, com sua criatividade durante a vida, ao chutar uma bola e ao mesmo tempo mostrar que tudo aquilo pode ser por uma causa mais importante que o gol.

ED30 | de 07 à 13 de dezembro | 11

ÍNDICE DA EDIÇÃO

Editorial - Desabafos do Rangel - Eu e a nanonarrativa - Sessão Julio Rabelo - Máquina do Vento - Um olhar - Leitura e Formação de Leitores - As aventuras de Kill - Espaço Aberto Virtual - Memória do Mundo - Artistas nossos de cada dia - Som da Semana - Pequeno Enfoque - Eventos - Pontos de Cultura e Arte - Editais - Utilidade pública - Agenda Teia Cultural Minas


altEDITORIAL
Por Cristiano de Oliveira - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Penso e repenso, alegre minha vida, sou um cara feliz. Não sou viajado, sou estudado, por mim e pelos outros, sou o que sou...
Cada ar que contemplo em respirar me dá mais alegria, minha alma está tão cheia porém sinto que há espaço para mais bilhões de aventuras, de livros, de gente, de amor e família.

"Sou apenas um rapaz..."

Cada um com sua metamorfose, com sua criatividade durante a vida, ao chutar uma bola e ao mesmo tempo mostrar que tudo aquilo pode ser por uma causa mais importante que o gol.

Ah... dias ruins, todos temos! Todos teremos!
Mas é preciso o mal e o mau para pesquisarmos as soluções, que por vezes são divinas, por outras são terrenas, são nossas, Piaget, Vygotsky, quem sabe? Quem entende? Quem Freud?
Questões e questões...
Um grande e imenso começo de mês para todos, pois sempre pensemos no começo, pensemos na dor, com ela vamos aprender pois, ninguém é para sempre. Ficar deitadinho esperando por um momento, mas, que momento é esse?
Bom, dificil entender tudo isso não é?Relaxe, a vida está como na arte e na poesia, ela está impregnada em seu momento que é o melhor motivo para se viver bem, o momento! Viva-o!

Tio Pedro, minha mãe dizia: "Perdemos pessoas mas ganhamos anjos!"

Boa semana a todos!!


altDESABAFOS DO RANGEL
Por Thiago Rangel - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Quando o dia mau resolve atacar ...

São 6h da manhã de uma segunda feira brava, o celular desperta pelo menos três vezes e finjo que nem estou ali... Dou um tapinha no relógio e penso “Há, só mais 5 minutinhos”, volto a dormir, sinto que se passaram alguns segundos e sou acordado por um berro histérico da minha mãe:
- Thiago, são seis e meia, você vai chegar atrasado!

Ainda com uma preguiça sobrenatural, dou uma espiada pela janela, o céu está nublado, um temporal se manifestando, e eu criando coragem para levantar e encarar uma reunião de marketing estratégico, marcada para começar às 8h na empresa em que trabalho. Um segundo pensamento prudente vem em minha mente “È, hoje o dia promete” Mal sabia eu ...

Dou uma rápida olhada no rádio relógio que aponta 6h40, pulo da cama e o primeiro impacto do dia que me espera, é um frio do cão. Corro para o banheiro, abro o chuveiro e ele simplesmente, não esquenta! Com muito custo, orações, ministrações proféticas, abres e fechas na torneira, o bendito chuveiro finalmente arma.
Depois de toda a rotina diária, escuto um barulho, algo muito parecido com um dilúvio, olho pela janela e penso ironicamente “ganhei o dia”!
Chegando ao corredor que leva ao portão, luto pra ver quem passa primeiro, eu o meu guarda chuva que tem quase a minha altura. Pego as chave e para completar o dia dos sonhos ela simplesmente, não abre!
O ônibus passa e uma frase espontânea sai da minha boca “@#$%]¨&*(#@!”.
Olho para o relógio, agora meu maior inimigo e os ponteiros marcam 7h20.
Para minha alegria, vem vindo o próximo ônibus e junto com ele toda a torcida do cruzeiro. Ganho uma bolsada de uma senhora que tenta entrar, o filho dela me molha com seu guarda-chuva, ri, acha graça e me molha de novo, se divertindo com a brincadeira, neste momento eu estou em pensamento implorando, suplicando, clamando, e quase bradando... “Deus, faça com que o mundo dos meus sonhos desça!”
Dentro da “lata de sardinha”, após vários empurrões, pisões no pé e afins, consigo pela graça de Deus assentar. Quando acredito que nada mais de ruim pode me acontecer, me deparo com uma loira Wellaton vitaminada, sentada ao meu lado, tirar de sua bolsa uma pequena malinha. Sem dar muita importância, encosto na janela, ligo meu MP4, fecho os olhos e começo a sentir um cheirinho familiar da infância. A mulher que agora parecia uma múmia estava com os braços brancos, passando um creme de morango! As janelas estavam fechadas e o calor do local era uma mistura de Rio 50º com pirâmides do Egito! Em poucos instantes o ônibus todo estava exalando Danone!!!
“Doce vida, exatamente do jeito que eu sempre sonhei!”.

Meia hora depois, ao descer sou praticamente empurrado pra fora, já anestesiado com o cheiro do creme e completamente amarrotado, cheguei atrasado à reunião com meu gerente. Minha alegria maior foi descobrir que ela havia sido cancelada.
Sorrindo de alívio, ódio, dor, stress e todo o conjunto que leva a isso, chequei minha caixa de emails, mas, antes fiz a seguinte oração:
- “Pai, fale comigo neste dia e, por favor, não permita que no retorno pra casa, nenhum meteoro me atinja”. Abro o email e a primeira mensagem é de uma colega indicando um “Best Seller” cujo titulo era, “Se tiver pressa, ande devagar”.
Há que ironia... Só pode ser deboche!
Volto ao trabalho, mas antes dou uma rápida olhada para os céus e digo:

“Senhor, definitivamente, eu devo estar precisando mesmo”...


altEU E A NANORRATIVA
Por Giuliano Santos - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Represados

Depois que a usina veio pra cá, papai pegou mais peixe não. Ficava brabo como o demo e a mamãe falava em mudar pra cidade. O velho dizia que prá lá num voltava não. O que o governo faz num tem volta. O rio mundão parou, estancou, represou, que nem a vida da gente. Na última vez que o papai foi pescar, demorou mais que de costume. Fui procurar ele no rio. O chapéu do papai veio à margem despedir de mim.


SESSÃO JULIO RABELO | Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
alt

 


Foto

Canal de vídeos Julio Rabelo


altMÁQUINA DO VENTO
Por: Tiago Henrique - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


CIRANDA

O mais doce coração
Também amarga um dia
A mais linda flor
Também espeta e cai ao chão

Sorrisos rompem o bom humor
Carícias cessam o carinho
Palavras belas se transformam
Sentimentos confusos se misturam junto as certezas

Um dia tudo vira e revira em nossos pensamentos
Em nossos gestos
Na demonstração de afeto
Na falta, na carência e no furacão do amor

Um dia o bom é mal
O mal é bom
E a vida, um círculo de dia a dias.

altUM OLHAR
Por: Bruna Santos - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Um dia.

São 24 horas. Para os plantonistas, um dia e uma noite bem longos. Para os estudantes, é o tempo em que se fica acordado. Para os trabalhadores, é todo tempo que se tem para resolver tudo. Para os sonhadores, o tempo ideal para viajar nos pensamentos. Para os ansiosos, um “martírio”. Para as crianças, não deu tempo para brincar com tudo. Para os atoas, tempo demais para pensar na vida. Para os pais, pouco tempo para ficar com os filhos. Para os amantes, demora demais para chegar o minuto que será seu. Para os apaixonados, inspiração. Para os atletas, correria. Para os maridos, tempo para cumprir responsabilidades. Para as esposas, tempo para ser mãe, amiga, mulher e “Amélia”. Para os amigos, tempo insuficiente para colocar as fofocas em dia. Para os namorados, passou tudo rápido demais. Para os jornalistas, tudo foi captado, algo ficou perdido, cadê a manchete do dia seguinte? Para os psicólogos, toda a sua vida foi estudada. Para os engenheiros, estão apenas no projeto. Se for descanso, passou voando, se for trabalho, demorou demais para passar. Se o assunto é bom, rendeu. Se for ruim, ninguém mais estava aguentando tanto tempo de conversa. Se for para acabar o fim de semana, horas péssimas. Se for pra começar um feriado prolongado, contagem regressiva. Com trabalhos acumulados impossível de entregar. Para passear, um longo tempo. Para alguns apenas 24 horas, para outros, um dia inteiro.


altLEITURA E FORMAÇÃO DE LEITORES
Por Baltazar José Filho - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Olá, nas duas semanas passadas refletimos juntos sobre a importância da educação e da aprendizagem já no início de nossa caminhada escolar para que nos tornemos livres e autores de nossa própria história. Então, agora neste período em que se antecede as festas de fim de ano e as expectativas de um novo ano com novas esperanças, quero trazer para vocês um autor bem humorado e bem inteligente, suas crônicas, histórias, poemas e outros nos fazem sorrir bastante. Para que já leu o espetacular Luis Fernando Veríssimo sabe do que eu estou falando. Por isso quero recomendar suas obras, pois algumas delas falam do nosso cotidiano. Hoje trago para vocês uma de suas crônicas com o título de:
Terrores.
“Imagine uma convenção dos seus terrores. Tudo o que já assustou você um dia reunido. Em sonho, em algum lugar você encontrará, confraternizando: as suas fobias, as suas bestas negras. Você não as temerá mais. Poderá finalmente, conviver com elas socialmente. Trocar histórias e lembranças. Evocar seus medos como se fossem bobas experiências vividas num passado improvável, e dar boas risadas.
O bicho-papão estará lá, naturalmente. Mas não será nada parecido com o bicho-papão que você tinha na memória.
- Mas... Você é menor do que eu!
- Na época eu era bem maior
- E os seus dentes? Eles eram enormes e afiados.
- Pois é, perdi todos.
E o bicho-papão tapará a boca para rir. Os cabelos que cobrem todo seu corpo estarão brancos e ele usará óculos. O bicho-papão usará óculos. Você o ajudará a sentar-se, carinhosamente, e perguntará se ele quer um refresco.
Outro animal se apresentará. A princípio você não o reconhecerá. Sua forma indefinida, metade réptil, metade lobo, mas com longos braços e mãos humanas. A mão que ele estende para você apertar treme, um pouco. Ele está emocionado.
- Você é...?
- O bicho que tinha embaixo da sua cama. Lembra?
- Puxa. Eu pulava na cama, com medo de que você pegasse o meu pé.
- Tentei várias vezes, mas nunca peguei. Você era mais rápido.
- Gentileza sua.
Ele se afastará, lentamente, se arrastando pelo chão com dificuldade. E pensar que você tinha medo daquilo.
- Lembra de mim?
Você examinará a cara do homem que surgiu à sua frente a sorrir timidamente. As feições são vagamente familiares, mas você não consegue... Mas claro!
- Jorjão!
Vocês se abraçarão, ele um pouco sem jeito, e ele dirá:
- Eu era o mais brigão da turma, na escola, lembra?
- Se me lembro. Você vivia ameaçando bater em mim.
- Ora...
- Eu tinha pavor de você. Que fim você levou? Foi lutador? Leão de chácara? Assassino?
- Não, não. Me formei em contabilidade. Hoje só bato na minha mulher, quando ela deixa.
E quem será aquela figura encurvada e hesitante lá longe? É o seu professor de Latim! O homem que tirava o seu sono de adolescente, o homem cuja ameaça constante de chamá-lo para declinar um verbo tirava nacos semanais de seu estômago... Ele também não é como você se lembrava. Nem se aproxima, acena amistosamente de longe e volta a conversar com outra figura que você custa a reconhecer. É uma figura de pijama. Será quem você está pensando? É, O General. E pensar que durante tanto tempo você temeu que ele liderasse um golpe fascista no país e que você, que afinal é de esquerda, mas só teoricamente, fosse fuzilado. Ali está ele com cara de sono, certamente pensando no jogo de biriba que está perdendo.
Como nós éramos ridículos, pensará você, com medo dessas fantasias. Aquela ali, por exemplo. O homem do saco. Como você podia ter medo de um pobre miserável, um trapeiro que mal tinha forças para carregar seus sacos, ainda mais com você dentro de um deles?
O homem do saco se aproxima. Você o recebe com um sorriso. Ele não sorri. Você começa uma conversa simpática para pô-lo à vontade, mas ele o interrompe.
- Está na hora – diz ele.
- O que?
- Está na hora. Vamos.
Ele colocará você dentro de um saco e levará você para outro mundo.

Crônica do Livro (O marido do Dr. Pompeu).
Bem, meus caros leitores, enfrentemos nossos terrores e poderemos viver bem mais felizes. Boa semana a todos.


AS AVENTURAS DE KILL | por Cristiano de Oliveira

Aguardando Atualizações

ESPAÇO ABERTO VIRTUAL
Marcos Santos | Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Cidade dos sonhos

Na Cidade dos Sonhos
Em seu carro possante
Passeia ‘de rolé’. O menino
É um homem,
É o agente especial,
O mais veloz corredor,
Campeão mundial.

Segue o menino homem
Na Cidade dos Sonhos
Sonhando...
Segue o menino...
Segue sonhando...
Pode até voar.

Em meio a um mundo sem sonhos
O pretinho de pés calejados e ossos expostos
Empurra o possante de plástico de rodinha quebrada.
O menino que matou a fome com feijão e farinha
Dado pela sua mãe que chorou ao velo engolir.

Irá crescer.
A cidade dos sonhos não mais existirá.

E agora...
Um homem.
Sai de casa e nem sabe por que.
Sonha sem acreditar.

MEMÓRIA DO MUNDO
alt

Construçao do Empire State , ate hojé essa foto é copiada.

ARTISTAS NOSSOS DE CADA DIA

altSócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira
Esta é uma homenagem da Revista Betim Cultural a um dos mais articulados e engajados esportistas de nosso país: Sócrates. (Artista sim)
(Belém, 19 de fevereiro de 1954 –– São Paulo, 4 de dezembro de 2011), o Doutor Sócrates, Doutor, Magrão, mais conhecido como Sócrates, considerado como um dos melhores jogadores de futebol do Brasil foi um dos maiores ídolos do Corinthians, ao lado de Luisinho, Cláudio, Roberto Rivellino, Neto, Marcelinho Carioca, Ronaldo Fenômeno, dentre outros. Ídolo também do Botafogo Futebol Clube de Ribeirão Preto. Era irmão de Raí, outro famoso futebolista, ambos foram capitães da Seleção Brasileira de Futebol. Foi também técnico, médico, músico, produtor teatral, ator, além de ser articulista e altcomentarista esportivo.


SOM DA SEMANA: Belchior

altAntônio Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes, conhecido simplesmente como Belchior (Sobral, 26 de outubro de 1946), é um cantor e compositor brasileiro. Foi um dos primeiros cantores de MPB do nordeste brasileiro a fazer sucesso nacional, em meados da década de 1970.
Durante sua infância, no Ceará, foi cantador de feira e poeta repentista. Estudou música coral e piano com Acaci Halley. Seu pai tocava flauta e saxofone e sua mãe cantava em coro de igreja. Tinha tios poetas e boêmios. Ainda criança, recebeu influência dos cantores do rádio Ângela Maria, Cauby Peixoto e Nora Ney. Foi programador de rádio em Sobral. Em 1962, mudou-se para Fortaleza, onde estudou Filosofia e Humanidades. Começou a estudar Medicina, mas abandonou o curso no quarto ano, em 1971, para dedicar-se à carreira artística. Ligou-se a um grupo de jovens compositores e músicos, como Fagner, Ednardo, Rodger Rogério, Teti, Cirino entre outros, conhecidos como o Pessoal do Ceará.
De 1965 a 1970 apresentou-se em festivais de música no Nordeste. Em 1971, quando se mudou para o Rio de Janeiro, venceu o IV Festival Universitário da MPB, com a canção Na Hora do Almoço, cantada por Jorge Melo e Jorge Teles, com a qual estreou como cantor em disco, um compacto da etiqueta Copacabana. Em São Paulo, para onde se mudou, compôs canções para alguns filmes de curta metragem, continuando a trabalhar individualmente e às vezes com o grupo do Ceará.
Em 1972 Elis Regina gravou sua composição Mucuripe (com Fagner). Atuando em escolas, teatros, hospitais, penitenciárias, fábricas e televisão, gravou seu primeiro LP em 1974, na gravadora Chantecler. O segundo, Alucinação (Polygram, 1976), consolidou sua carreira, lançando canções de sucesso como Velha roupa colorida, Como nossos pais (depois regravadas por Elis Regina) e Apenas um rapaz latino-americano. Outros êxitos incluem Paralelas (lançada por Vanusa), Galos, noites e quintais (regravada por Jair Rodrigues) e Comentário a respeito de John (homenagem a John Lennon) gravada por ele e pela cantora Bianca. Em 1983 fundou sua própria produtora e gravadora, Paraíso Discos, e em 1997 tornou-se sócio do selo Camerati. Sua discografia inclui Um show – dez anos de sucesso (1986, Continental) e Vicio elegante (1996, GPA/Velas), com regravações de sucessos de outros compositores.
Em 2009, a Rede Globo noticiou um suposto desaparecimento do cantor. Segundo a Globo, o cantor havia sido visto pela última vez em Abril de 2009, ao participar de um show do cantor tropicalista baiano Tom Zé, realizado em Brasília. Turistas brasileiros afirmam terem-no encontrado no Uruguai em julho do mesmo ano. As suspeitas foram confirmadas quando Belchior foi encontrado no Uruguai, de onde concedeu entrevista para o programa Fantástico, da Rede Globo.[4] Na entrevista, o cantor revelou não haver desaparecido e estar preparando, além de um disco de canções inéditas, o lançamento de todas as suas canções também em espanhol.


PEQUENO ENFOQUE
Vamos rir??

O primeiro protetor de testículos, na prática do hoquei, foi criado em 1874.
O primeiro capacete para proteção da cabeça foi usado em 1974.

Conclusão:
Foi necessário um século para que os homens percebessem
que o cérebro também é importante.


EVENTOS
alt

altalt

PONTOS DE CULTURA E ARTE
Oficina de Danças Folclóricas Brasileiras

O Grupo Folclórico Aruanda oferece mais uma oficina de danças folclóricas brasileiras, totalmente gratuitas, entre os dias 12 a 16 de dezembro. Serão transmitidos os conhecimentos teóricos e práticos sobre o folclore de cada região do Brasil. As inscrições devem ser feitas até o dia 09/12, pelo e-mail: //www.blogger.com/ Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. "> Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. , ou na sede do Grupo Aruanda: Rua Espirito Santo, 757, 2º andasr - BH
Informações: 31 - 3222 4845 / 9217 6171


EDITAIS
III FESTIVAL DE MÚSICA JOÃO DO VALE

A Fundação Pedreirense de Cultura e Turismo, da cidade de Pedreiras/MA, convida para o III Festival João do Vale - Edição Nacional 2011, nos dias 28, 29 e 30 de dezembro de 2011, evento este que homenageia o maranhense do século XX, uma das grandes expressões artísticas de nosso país, filho ilustre de Pedreiras, João do Vale, em um evento de música de abrangência nacional, com premiação de 10 mil reais para o vencedor do 1º lugar, 5 mil reais para o 2º lugar, 3 mil reais para o 3º lugar e o vencedor da categoria júri popular 2 mil reais. Regulamento e ficha de inscrição: wwww.festivaljoaodovale2011.blogspot.com e fundação www.fup2011.blogspot.com.


UTILIDADE PÚBLICA

altFABE (Faculdade Betim) promove Campanha de Coleta e Reciclagem de Lixo Eletrônico
A FABE - Faculdade Betim promove juntamente com a E-MILE Reciclagem de Eletroeletrônicos a "Campanha de Coleta e Reciclagem de Lixo Eletrônico" na unidade do Bairro Angola, próximo ao Betim Shopping. No local, está disposto um coletor para que alunos e a comunidade externa possam levar seus equipamentos sem utilidade.
Leve: telefones velhos, carregadores, videocassetes, TVs, eletrodomésticos em geral, etc.

Quando jogados no lixo comum, esses equipamentos podem provocar sérios danos aos seres humanos e ao meio ambiente devido as substâncias perigosas que estão presentes nos mesmos, como o chumbo, cádmio e mercúrio presentes em monitores, celulares e televisores que contaminam a água, solo e ar e podem até causar câncer!


AGENDA TEIA CULTURAL MINAS
alt

Cabeçalho: Ponto de Cultura Moçambique Estrela Guia, Uberlândia/MG


BELO HORIZONTE

Dramaturgia do Encontro

Dramaturgia do Encontro é um processo criativo com foco no Teatro que promove o diálogo de identidades, a troca de experiências e a elaboração de saberes e práticas artísticas, interagindo com aspectos sócio-históricos e culturais das realidades locais. O projeto está sendo realizado em 3 cidades mineiras: Bocaiúva, Brumadinho e Belo Horizonte. Em Belo Horizonte, as atividades acontecerão no bairro Barreiro, até o dia 09 de dezembro com intervenções artísticas, apresentação de espetáculo e oficina sobre a arte de palhaços destinada a artistas, estudantes, arte-educadores, agentes culturais e pessoas interessadas. Todas as atividades serão gratuitas. As apresentações são indicadas a pessoas de todas as idades.
Mais informações: (31) 9997-6912
email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou pelo site www.teatroterceiramargem.art.br.


Titane: trinta anos afinados

Titane pontua a sua carreira pela originalidade, desde o início. Ousa. Arrisca. Ao contrário de denominá-la eclética, seria melhor classificá-la como garimpeira e que lapida as pedras preciosas, selecionadas na diversidade musical da música brasileira. Tem preocupação de conhecer bem o terreno onde pisa e contextualizar o som que produz com seus pares. Um passeio dinâmico através da sua trajetória de trinta anos é o que a cantora Titane prepara para comemorar a sua carreira, afinada com o contexto de sua época. Para abrilhantar a noite vai contar, em cena, com as participações especiais de alguns compositores, músicos e intérpretes de peso da MPB. Amigos de fé. O Show integra as comemorações dos 63 anos de Campanha da Declaração Universal dos Direitos do Homem, realizadas pela Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa de Minas Gerais.
Dia 10 de dezembro, às 21 horas
Local: Music Hall (Av. Contorno, 3239, Sta. Efigênia, Belo Horizonte/MG).
Informações: (31) 8612.4726 e www.titane.com.br


Festival Internacional de Corais - Edição de Natal

Durante o período de 2 a 20 de dezembro, acontecerá nos principais pontos turísticos e igrejas de BH uma série de apresentações de canto coral. Trata-se do Festival Internacional de Corais – Edição de Natal 2011 – que chega para colocar Belo Horizonte ainda mais no clima natalino. Os corais irão apresentar, entre outras canções de seu repertório, músicas tradicionais do natal. O Festival Internacional de Corais tem como objetivos: contribuir com o turismo de eventos culturais em Belo Horizonte, criar espaços para a manifestação da expressão da arte musical, do desenvolvimento de novos talentos, aprimoramento técnico vocal, além de oferecer espetáculos culturais qualificados e acessíveis ao público.
Outras informações e programação completa pelo site: http://www.festivaldecorais.com.br
Assessoria de Imprensa: (31) 3274 8907.


Exposição fotográfica Três cliques, três histórias

Depois de expor na Maison du Patrimoine de Saint Julien les Villas, em Les Riceys (França), Vilmar Oliveira se junta ao italiano Michele Angelillo e à belo-horizontina Simone Silveira para mostrar obras selecionadas na exposição intitulada “Três cliques, três histórias”. Vilmar Oliveira apresenta 40 imagens de uma das culturas mais instigantes do Brasil, a do Vale do Jequitinhonha. Por ter nascido naquela região, na cidade de Medina, ele soube registrar uma realidade sócio-cultural emaranhada por manifestações populares, circo, teatro, artesanatos, personagens e paisagens locais. “A intenção é sempre desvendar uma diferente estória a cada clique, transformar aspectos culturais e políticos em imagens que emocionam”, conta o artista.
Período de Exposição: 28 de novembro a 9 de dezembro de 2011
Local: Galeria de Arte da Asssembleia Legislativa de Minas

Reestreia do espetáculo Medeiazonamorta

O Grupo Teatro Invertido comemora oito anos de trabalho oferecendo um presente ao público de Belo Horizonte. A partir do dia 25 de novembro, sexta-feira, o grupo reestreia seu terceiro espetáculo, Medeiazonamorta. O trabalho, inspirado no mito grego e sua relação com a contemporaneidade, teve sua dramaturgia original criada a partir da confrontação intertextual entre os pontos de vistas dos artistas envolvidos no processo e de autores de épocas distintas, que também se basearam em Medéia para construir suas obras, como o grego Eurípides, o romano Sêneca, o alemão Heiner Müller e o brasileiro Chico Buarque.
Até o dia 11 de dezembro de 2011 - Sexta a domingo, 20h
No Centro Cultural da UFMG (Av. Santos Dumont, 174 - Centro).
Informações: (31) 9188-7779 ou www.teatroinvertido.com.br


Grupo Galpão estreia “Eclipse”, em Belo Horizonte

“Eclipse” completa o projeto “Viagem a Tchekhov”, lançado pelo Grupo Galpão em 2011. O Grupo propôs um mergulho, durante um ano, na obra do autor russo, com o objetivo de montar dois espetáculos. Para o ator Chico Pelúcio, “montar Tchékhov expressa as aspirações individuais e coletivas do grupo e, ao mesmo tempo, retrata a fase de maturidade do Galpão, que completa 30 anos de existência em 2012”, diz.
Sinopse “Eclipse”: Cinco pessoas aguardam o final de um eclipse solar. Enquanto isso discutem sobre a existência e a condição humana. À medida que a espera se torna longa, a convivência forçada desencadeia uma série de situações absurdas.
Temporada: até 18 de dezembro de 2011 (Quinta a sábado, às 21h e Domingo, às 19h)
Local: Galpão Cine Horto (Rua Pitangui, 3613 – Horto - Telefone: (31) 3481 5580
www.grupogalpao.com.br


Projetos Horizonte Periféricos oferece Curso de Cinema

Este projeto trata da realização de uma websérie sobre a diversidade cultural e social encontrada em Belo Horizonte. Serão produzidos 45 curta-metragens com participação dos alunos dos cursos de cinema ministrados nos 15 Centros Culturais da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte. Inscreva-se pelo site ou nos Centros Culturais da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte. Inscrições de Outubro de 2011 a Junho de 2012. As inscrições já podem ser feitas pelo site www.horizontesperifericos.com.br

ITABIRITO

IV Salão de Arte de Itabirito Regional

A Coordenação do IV Salão de Arte, os artistas convidados- Júnia Melillo, Miguel Gontijo e Cássio Antunes, bem como os artistas selecionados para o IV Salão e os selecionados para o catálogo, tem o prazer de convidar para participar da exposição do IV Salão de Arte de Itabirito Regional.
Período: 05 a 18 de dezembro
Local: Banco do Brasil - Rua Dr. Guilherme, 348 - Centro
Informações: Jose Carlos Oliveira - 31 8498 5789 - www.arteitabirito.com.br


LAGOA SANTA

Campanha para eleger as 7 Maravilhas da Estrada Real
O Instituto Estrada Real dentro de suas ações de promoção, lançou recentemente a campanha para eleger as 7 Maravilhas da Estrada Real. Para isto, foi criado no site do Instituto – http://www.estradareal.org.br– um hot site com a descrição e imagens de 21 lugares pré-selecionados por uma equipe devidamente designada. Os critérios utilizados nesta seleção foram à relevância histórica e natural, a beleza cênica, a inserção em um dos quatro caminhos e ser georreferenciado pelo SITGEO. Em Lagoa Santa, a Gruta da Lapinha foi o atrativo selecionado. Para votar, basta entra no hot site, informar nome, email e escolher até 7 atrativos preferidos.


Informações gentilmente fornecidas por
Ivone Souza Paula - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Mais Artigos...

Página 25 de 27

<< Início < Anterior 21 22 23 24 25 26 27 Próximo > Fim >>